Ginecomastia

ginecomastia

O que é Ginecomastia

A ginecomastia refere-se a qualquer condição que resulta no desenvolvimento excessivo do tecido da mama em homens. Pode ocorrer em pessoas de qualquer idade. Mas, é durante a adolescência, devido aos fluxos hormonais da puberdade, que muitos homens desenvolvem o problema.

O aumento do tecido na região pode ser de origem glandular, adiposa ou uma combinação dos dois. Este tipo de problema pode resultar em limitações funcionais e principalmente psicológicas para o individuo.

Como funciona

Inicialmente, alguns anestésicos deverão ser administrados para o conforto do paciente durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação com anestesia local e anestesia geral. O cirurgião irá recomendar a melhor opção.

Geralmente, a cirurgia é feita pelo processo da lipoaspiração, com uma incisão periareolar muito discreta.

Mas em alguns casos, pode ser exigida a remoção também de algum excesso de pele.

Indicações

• Homens cuja condição não pode ser corrigida através de tratamentos médicos alternativos.
• Indivíduos saudáveis que não possuam comorbidades graves ou condições médicas que possam prejudicar a cicatrização.
• Homens que estão incomodados com a sensação de que suas mamas são muito grandes.

Resultado

A cirurgia traz como conseqüência uma caixa torácica mais plana, mais firme e mais masculina. Devolvendo ao homem mais confiança e uma auto-estima elevada.

Os resultados finais da cirurgia de ginecomastia são permanentes em muitos casos. No entanto, se a ginecomastia resultou da utilização de certos medicamentos, incluindo esteróides, é preciso que o paciente não volte a fazer uso dessas substâncias, bem como, é aconselhável permanecer com o seu peso estável, a fim de manter os seus resultados.

Recomendações Pós-Operatórias

Após a cirurgia o paciente precisará usar uma roupa de compressão por algumas semanas e a maior parte do edema desaparecerá dentro de 15 dias. Qualquer desconforto pode ser bem controlado com medicação, e na maioria dos casos, o paciente será medicado apenas por alguns dias. Um pequeno dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue ou de fluido.

Nas primeiras duas semanas é necessário diminuir as atividades de forma significativa, e então, gradualmente, o paciente poderá voltar a ter uma vida normal ao longo de pelo menos 4 semanas.

Agende sua Consulta